Nossa Senhora de Kazan é um ícone bizantino pintado no século 13. Ganhou esse nome devido à cidade onde se encontra: Kazan, na Rússia. A Virgem aparece segurando o Menino que dá a bênção a ela. Apenas o rosto coberto por uma camada de prata, com diversas pedras preciosas incrustadas, todas elas doações de fiéis.

Em 1579, quando Kazan foi destruída por um incêndio, a Virgem apareceu a uma menina de nove anos. Mandou-a escavar as ruínas da igreja para daí resgatar o ícone. Após uma busca, encontraram a imagem intacta no meio das cinzas, o que fez aumentar a veneração pela Virgem. Anos depois, o ícone foi levado a Moscou, depois a São Petesburgo, onde foi roubado, em 1904. Reapareceu somente nos anos 60, nos Estados Unidos, sendo comprado pelo "Centro Russo Católico de Nossa Senhora de Fátima" e levado para Portugal. Em 2004, João Paulo II devolveu-o aos católicos ortodoxos russos.

 

Recomende para seus amigos

Comentários

Escrever Comentário